A beleza de um OS bem projetado

Sua pequena empresa gasta muito tempo solucionando “pepinos” que surgem nos computadores? Os usuários não obedecem as regras de segurança, instalando programinhas e protetores-de-tela cheios de bugs? Quando aquele Office Boy metido a micreiro toca no teclado, é problema na certa? E se fosse possível que, ao surgir um problema, tudo se resolvesse com um simples reiniciar? Bom demais para ser verdade?

Não com o Mac OS X Server! Com o sistema de NetBoot, isso não somente é possível como muito simples de se configurar. Funciona assim: Configure uma máquina do jeito que deseja. Crie uma imagem (.dmg) do disco de sistema desta máquina e copie para o servidor. Instrua o Mac OS X Server a fazer dela uma imagem NetBoot. Configure as máquinas clientes para “bootar” a partir do servidor de NetBoot. Pronto!

Ao ligar a máquina cliente, ela irá carregar o OS a partir da imagem no servidor, criando uma pasta invisível em um disco local para armazenar as informações já acessadas em uma espécie de cache (shadow file), tornando os próximos acessos mais rápidos. A grande vantagem é que a imagem no servidor é intocável pelo usuário, ou seja, por maior que seja a confusão que ele por ventura venha a causar, ao religar a máquina estará tudo lá… configurado do jeito que você deixou!

“Mas isso deve exigir uma máquina muito potente e cara!” talvez pense. Não, não exige. É lógico que, se muitas máquinas estiverem “bootando” ao mesmo tempo, o tráfego na rede será intenso e, conseqüentemente, lento. Mas mesmo um computador doméstico de 5 anos atrás (um iMac 333MHz, 160MB de RAM) suporta tranquilamente vários clientes.

E para administrar este servidor, basta instalar os softwares admininstrativos em uma máquina cliente e fazer tudo remotamente, sem sair da frente de seu computador!

Nada como um OS bem projetado!

(Por André Moura)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *