Animals Coloring Book, livro de colorir para crianças

Colaborou Reinaldo Pedreschi Neto


A pedido do meu amigo, Marco Andrei, aceitei a missão de instalar e testar o Animals Coloring Book. Como tenho uma filha de 4 anos que adora colorir e também adora mexer no meu computador, no meu iPhone e qualquer coisa tecnológica, acreditei que seria uma missão bem agradável.

É importante definir, antes da análise do aplicativo em si, o grau de intimidade da usuária com equipamentos eletrônicos em geral. Minha filha, desde muito nova, teve acesso a coisas básicas como TV, DVD player e controles remotos. Desde bem pequena, como a maioria das crianças que conheço, dominava com facilidade as teclas de PLAY e PAUSE, STOP, EJECT. Hoje ela sabe ligar e desligar todos os equipamentos instalados no home, além de operá-los com extrema desenvoltura, apesar de ainda não ser alfabetizada.

Desde que passei a usar o iPhone, ela descobriu o mundo maravilhoso dos jogos e aplicativos altamente intuitivos da App Store. Está habituada a eles e também manuseia com perícia os menus, páginas, scroll, desliza tela e demais controles do aparelho.

No entanto, o computador era um território muito pouco explorado por ela. Em casa temos vários notebooks, pois os irmãos mais velhos possuem os seus, eu e minha esposa também temos os nosso, além de eventualmente levarmos o equipamento de trabalho para casa. Apesar disso, nunca incentivamos ou estimulamos o contato da nossa filha mais nova com os computadores. Até porque não temos instalados programas que sejam adequados ou voltados para crianças, uma vez que o notebook é realmente uma ferramenta de trabalho para todos nós.

Assim, fiquei intrigado em ver a reação e a facilidade que ela demonstraria com um jogo de colorir, no computador. E confesso, que inicialmente, acreditei que não daria muito sucesso. Quando instalei o programa e vi o menu inicial e as ilustrações para colorir, tive a sensação de que o mesmo era voltado para crianças ainda mais novas, apesar de que o mesmo exija que o usuário tenha um mínimo de controle motor para manusear o mouse. Mas achei que a variedade de ilustrações era pequena e que os desenho eram demasiado infantis.

Apresentei o jogo para a Eduarda (minha filha) num sábado à noite, quando ela estava entediada com os filmes da TV. Expliquei o funcionamento. Como trocar as ilustrações, como apagar cores e escolher novas opções, como apagar todo o desenho, como misturar as cores, etc.

Ela adorou o livrinho de colorir. Fez vários desenhos em poucos minutos. Não teve nenhuma dificuldade em entender os menus e decorar os botões. Testou as cores, trocou várias vezes as cores de objetos variados. Aparentemente o programa foi bem desenhado para ser facilmente compreendido e utilizado pelo público a que se destina.

Somente duas coisas não fizeram muito sucesso, por enquanto: a mistura de cores, que ela praticamente não utiliza, preferindo ficar com as cores já oferecidas na paleta inicial. Parece que ela está ainda satisfeita com essas cores, das quais ainda não se cansou. Insisti com ela na possibilidade de misturar cores, clarear ou escurecer os tons oferecidos, mas mesmo sabendo que ela entende e sabe como fazer isso, por algum motivo, não foi um diferencial explorado ainda.

A outra questão, não sei explicar de onde veio. Após brincar por quase uma hora seguida (o que é MUITO bom para uma criança) ela fez apenas um único comentário negativo, que não consegui entender e ela também não quis aprofundar. Ela achou o pincel chato.

Possivelmente pela ligeira dificuldade de manuseio do pincel para pintar detalhes menores. Ou ainda pelo tamanho do pincel que me pareceu desnecessariamente grande. Mas isso é suposição, pois a Eduarda não conseguiu me esclarecer direito o motivo da reclamação.

O fato é que o livro de colorir fez sucesso. No dia seguinte, domingo, ela me pediu para usar o notebook novamente para pintar mais. Não constatei na prática os “defeitos” que vislumbrei ao instalar o programa. A Eduarda pareceu satisfeita com os desenhos e com a forma de colorir. Resta saber se ela vai continuar usando por mais tempo, com a mesma satisfação da descoberta inicial. Mas isso eu só vou saber com o passar do tempo.

Dicas de Reinaldo Pedreschi Neto:

Eu e minha filha adoramos o Animals Coloring Book. Alguns cuidados tornam este programa perfeito para o uso por crianças pequenas:

– O programa vai direto ao ponto que é colorir. Não há apresentações iniciais e o menu só aparece quando solicitado.

– Outro aspecto excelente é o cuidado com as cores. Mesmo que a criança utilize apenas uma cor, ou cores inadequadas para o desenho, o programa ajusta os tons preservando a identidade do desenho sem desprezar as escolhas da criança.

– Outra característica desejável, que afeta aqueles que como eu possuem mais de um monitor, é a captura do mouse pelo aplicativo. O programa entra em tela cheia e o ponteiro do mouse, além de ter um tamanho apropriado, nunca sai da tela. Isto evita que a criança tenha que procurar pelo mouse em outros monitores.

– O único senão fica por conta do preço que achei meio salgado para este tipo de aplicativo. Comprados individualmente, a coleção de seis programas custa US$ 119,70, mesmo com desconto para uma única compra o preço ainda sai por US$ 71,82.

Animals Coloring Book, da Star Coloring

Pontos positivos
Vai direto ao assunto, que é colorir; uso fácil e intuitivo

Pontos negativos
Caro, mesmo quando se compra o conjunto completo de livros

Preço
US$ 19,95 (R$ 36) por livro ou US$ 71,82 (R$ 130) o conjunto completo, com seis livros

Compra e download
http://starcoloring.com/coloring-books/animals-coloring-book

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *