Estudo revela que Internet é indispensável em boa parte do mundo

Uma pesquisa realizada pela Synovate, revelou que a Internet é considerada um veículo indispensável por 70{2924376de9395e8cfc15acd815d9baaef6b6fe70f0a6744e7eb0f6aa07a10724} dos entrevistados, superando inclusive a televisão, ainda que por uma pequena margem — a TV foi considerada indispensável por 69{2924376de9395e8cfc15acd815d9baaef6b6fe70f0a6744e7eb0f6aa07a10724} das pessoas. Realizado no mês de setembro, o estudo sobre mídia e publicidade entrevistou 8,6 mil pessoas em 11 países, incluindo Austrália, Canadá, China, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Hong Kong, Índia, Reino Unido e Taiwan, além do Brasil.

Internet-na-praiaMais de dois terços dos entrevistados afirmaram que há comerciais demais na TV e 39{2924376de9395e8cfc15acd815d9baaef6b6fe70f0a6744e7eb0f6aa07a10724} deles disseram haver propaganda demais na Internet, sendo que 87{2924376de9395e8cfc15acd815d9baaef6b6fe70f0a6744e7eb0f6aa07a10724} tentavam de forma ativa evitar publicidade no rádio e TV, desligando os aparelhos ou mudando de canal, enquanto dois terços evitam saites que apresentam publicidade intrusiva.

Apesar disso, 41{2924376de9395e8cfc15acd815d9baaef6b6fe70f0a6744e7eb0f6aa07a10724} dos entrevistados se declararam dispostos a aceitar mais publicidade na Internet se recebessem descontos em troca disso. A ideia se mostrou especialmente popular na Espanha, Austrália, Estados Unidos, Reino Unido e China. “Apesar da grande maioria de pessoas em cada mercado… dizer que há publicidade demais na TV, 42{2924376de9395e8cfc15acd815d9baaef6b6fe70f0a6744e7eb0f6aa07a10724} delas estariam dispostas a aceitar ainda mais anúncios em troca de um desconto em suas assinaturas”, explicou Steve Garton, diretor executivo de mídia da Synovate.

Isso muda quando se fala em telefonia: apenas 31{2924376de9395e8cfc15acd815d9baaef6b6fe70f0a6744e7eb0f6aa07a10724} dos entrevistados estariam dispostos a aceitar mais anúncios pelo telefone (fixo ou celular) em troca de uma conta mais barata. Os espanhóis foram os mais favoráveis à proposta (58{2924376de9395e8cfc15acd815d9baaef6b6fe70f0a6744e7eb0f6aa07a10724}), seguidos por chineses e brasileiros (ambos 42{2924376de9395e8cfc15acd815d9baaef6b6fe70f0a6744e7eb0f6aa07a10724}).

[Via G1]

Marco Andrei Kichalowsky

Editor-chefe do macnarama.com, é applemaníaco e trabalha com produtos Apple desde 1993. Foi presidente do Brasil Apple Clube durante 10 anos e colaborador da saudosa Macmania e sua herdeira MAC+ até o fim da revista em 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *