MacWorld Expo: Apanhado de Rumores

A dois dias da apresentação de Steve Jobs na MacWorld San Francisco, me arrisco a fazer um apanhado geral dos rumores circulantes sobre lançamentos, e da probabilidade de se tornarem realidade.

iPod

Fator boato: 0.1

O lançamento do iPod baseado em memória flash (ao invés de discos magnéticos) parece quase certo. O “iPod micro” viria em modelos de 1 e 2GBs, custando a partir de US$150 (nos EUA). A fabricação ficaria por conta da empresa de Formosa Asustek, recentemente adquirida pela Apple, e utilizaria os chips da SigmaTel. O tamanho do dispositivo deve ser ainda menor que o iPod mini, mas se possuirá ou não um display é uma incógnita.

A linha mini pode sofrer um upgrade para 5GB com os novos drives da Toshiba. Notícias indicam que os últimos modelos vendidos de 4GB já estão utilizando estes drives, devido a incapacidade da Hitachi de suprir a demanda pelos discos de 4GB, e que a capacidade atual estaria sendo limitada a 4GB pelo firmware dos dispositivos.

Passando a utilizar discos da Toshiba, é possível se esperar também atualizações para discos de 80GB no modelo iPod Photo (topo de linha).

A disponibilização do telefone celular Motorola combinando funcionalidades do iPod é uma certeza, como previamente anunciado na CES em Las Vegas, mas seu anúncio como produto final na MacWorld Expo é uma dúvida. Dificilmente a Apple anunciaria um produto ainda sem uma configuração definitiva (protótipo).

Asteroid

Fator boato: 0.2

Q97, ou Asteroid, é o codinome dado a interface de áudio FireWire desenvolvida para ser utilizada com o software GaregeBand. Ela apresenta diversas entradas e saídas de áudio, em formatos analógicos e digitais (XLR/TRS, RCA, e S/PDIF). Seria baseado em um dispositivo desenvolvido pela empresa Emagic, recentemente adquirida pela Apple, e permitiria a gravação em melhor qualidade de canais de voz e instrumentos. Importante notar que o update para a versão 10.3.7 do MacOS X apresenta “melhorias de compatibilidade com interfaces de áudio baseadas em FireWire”.

O software Soundtrack foi recentemente descontinuado como produto, sendo removidas quaisquer referencias a ele da Apple Store. Uma possibilidade é o oferecimento de uma versão atualizada do software em conjunto com a nova interface de áudio como produto único.

Powerbook

Fator boato: 0.2

Ainda não seria dessa vez que a linha PowerBook teria o tão esperado upgrade para os processadores G5, mas versões mais rápidas dos modelos G4 podem ser esperadas.

Os modelos de 15″ e 17″ receberiam processadores de 1,7GHz da divisão Freescale da Motorola, enquanto o modelo de 12″ seria atualizado para 1,5GHz. Todos os modelos receberiam chips gráficos mais potentes.

Também, a utilização de discos rígidos da Toshiba pode significar um aumento na capacidade de armazenamento destes portáteis (diferenciando-os ainda mais da linha iBook, que com sua última atualização tornou-se muito semelhante em características, mas a preços muito mais competitivos que os PowerBooks).

iWork

Fator boato: 0.3

Entrando na categoria de rumores não tão certos encontramos o lançamento do pacote iWork, composto de uma versão atualizada do software Keynote bem como de um novo processador de textos chamado “Pages”. Este pacote viria a subsituir o AppleWorks, pacote que não sofreu atualização alguma nos últimos 4 anos. Como indicativo deste boato temos a recente troca de nome do software da empresa IGG Software de “iWork” para “iBiz”. Maiores justificativas para a troca de nome não foram dadas, além de “o novo nome refletir mais corretamente a direção que o software está tomando”.

e finalmente…

iHome

Fator boato: 0.9

iHome (Q88) seria o “modelo econômico” do iMac, sem display, e com preço abaixo de US$ 600 (nos EUA). Além do processador G4 de 1,25GHz, apresentaria 256MB de memória RAM, portas USB 2.0 e FireWire 400, rede, modem, e suporte a AirPort Extreme. O produto apresentaria um design compacto em forma de “caixa de pizza”, e seria destinado aos milhares de usuários de iPod que gostariam de ter a experiência de um Mac mas acreditam que mesmo os US$799 de um eMac são um preço muito alto.

Apesar de fotos e vídeos “vazados” do produto (com toda cara de falsificações), não há indicativo algum de que ele esteja em produção e que será lançado. Não só isso, mas iria contra as afirmações anteriores da Apple sobre o lançamento de um produto com estas características. Por outro lado, o próprio Steve Jobs já ridicularizou os reprodutores de áudio digital baseados em memória flash anteriormente, e hoje tudo indica que a Apple finalmente os estará lançando. Por esse motivo, deixamos aberta a possibilidade da dúvida. Mas adoraria estar errado.

As afirmações acima apresentam opiniões e o “fator boato” não possui nenhum valor prático se não o de indicar estas opiniões. 🙂 Mas de forma geral, os lançamentos que podemos esperar devem ser mais evolucionários que revolucionários.

Um comentário em “MacWorld Expo: Apanhado de Rumores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *