Microsoft compra LinkedIn por 26 bilhões de dólares

Em uma época em que há várias incertezas sobre a presença da Microsoft em alguns segmentos de TI, eis que a empresa americana apresentam num negócio inesperado, justamente no primeiro dia da WWDC (quando provavelmente a Apple vai fazer lançamentos): a Microsoft adquiriu a rede social LinkedIn.

A oferta foi de 196 dólares por ação, em um total de 26,2 bilhões de dólares (mais de 90 bilhões de reais). Logo depois do anúncio da compra, as ações da LinkedIn dispararam, subindo cerca de 48{2924376de9395e8cfc15acd815d9baaef6b6fe70f0a6744e7eb0f6aa07a10724}.

Ainda não há muitas informações sobre o negócio, divulgado pela CNBC em primeira mão, mas Jeff Weiner continuará a ser o CEO da rede social, reportando-se diretamente ao CEO da Microsoft, Satya Nadella.

A presença da Microsoft nas mídias sociais não é novidade. A empresa já havia se interessado pela área quando adquiriu a rede Yammer, a qual usa (e revende) para o relacionamento com seus parceiros. Com a compra do LinkedIn, no entanto, a gigante de tecnologia mostra que quer entrar no primeiro escalão social e concorrer com os grandes, como Facebook e Twitter.

Assista ao vídeo em Satya Nadella e Jeff Weiner falam do fechamento deste grande negócio:

Marco Andrei Kichalowsky

Editor-chefe do macnarama.com, é applemaníaco e trabalha com produtos Apple desde 1993. Foi presidente do Brasil Apple Clube durante 10 anos e colaborador da saudosa Macmania e sua herdeira MAC+ até o fim da revista em 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *