Uma estória de terror…

Pois o texto de Reinaldo Neto (“Hi, I’m a PC. And this is my iPod…”) me inspirou para escrever o contraponto da estória dele.

Minha sobrinha tem bem mais do que os dois anos da heroína PC e eu tenho de uso de computador mais tempo do que a maioria do povo brasileiro tem de vida… Fiquei triste quando ela deixou de seguir meu conselho e comprou um PC flamante. “Tio, ele já vem pronto, tudo funcionando, tem seguro de tudo, não tem que fazer nada nele!” Então, tá, seja feliz minha sobrinha!

No dia seguinte: “Tio, não tou conseguindo imprimir na impressora que é nova também!” Lá vai o tio dar uma olhada e o raio da HP piscava uma luzinha amarela o tempo todo. Isso pra mim é defeito, chama o vendedor. O dito é o C.C. e garante que não é defeito, “ela é assim mesmo” – Então vem cá fazer funcionar, meu caro. Não é que ele foi?! Dois dias depois, claro!

Mas aí eu estava prevenido: levei meu MacBook e conectei na impressora: Aviso na tela, dois segundos depois: “cartucho preto é incompatível”. Chega o amigo C.C. e leva uma hora e meia para descobrir o mesmo, retira o cartucho e promete voltar na semana que vem…

Então aproveitamos para ligar a rede sem fio. O Mac configurou a rede na boa, botou nome e senha, ligou e desligou. Beleza. E o PC? Tem que configurar o “soquete” seja lá o que for isso. Estou tentando até agora. Configura um, desconfigura outro. Agora nada funciona. Desespero. Terror!

Se fosse um Mac eu levava num Genius Desk. Isso aí, onde levo?

4 comentários em “Uma estória de terror…

  • 8 de Abril de 2010 em 19:34
    Permalink

    Ricardo Luiz, onde reside? Uso Mac desde 1992, já tive vários, em casa temos 3, cada uma de minhas filhas e duas enteadas tem os seus, e sempre que tive algum problema ele foi resolvido. Resido no Rio, mas minhas filhas moram em Goiânia e Brasília. A assistência em BSB (MyMac) funciona tão bem que às vezes mando algum equipamento para lá, quando julgo ser o caso. No mais, resolvo por aqui, numa boa. Apenas o TimeMachine tem apresentado problemas recorrentes, não apenas no Brasil. Em meu trabalho são utilizados equipamentos ditos PC, diversas marcas, sempre há problemas como os relatados acima. Certo, há bons equipamentos, mas o problema é de software. Instale um Unbuntu e verá que a coisa pode mudar para melhor. Tenho amigos que fizeram essa passagem e ficaram satisfeitos com os seus Dells e HPs… Um abraço

  • 24 de Março de 2010 em 11:50
    Permalink

    Falta de sorte. Nada é perfeito, nem mesmo os Macs. Também já vi máquias Dell, HP, IBM apresentarem problemas de fabricação insolúveis. A grande diferença é que pelo menos o pós venda dessas é melhor do que o da Apple.

    O fato de técnico de autorizada não dar jeito é extremamente normal em qualquer computador. Esses “técnicos” costumam não saber sequer por onde passou o nariz. E falo com a experiência de quem já conviveu com essa raça por alguns anos.

    No mais, lamento pelo iMac aí, mas o seu caso é uma excessão somado à falta de uma política definida na matriz brasileira quanto a eses casos. A Apple tem um nível de aprovação e satisfação muito grande entre seus consumidores e é uma das marcas que mais tem a fidelidade de quem já experimentou.

    A facilidade de uso que foi citada no artigo é real! Por exemplo: improvisar uma rede wireless Ad-Hoc no Mac é tarefa de 2 cliques. Já no Windows é tarefa de 2 horas (e também falo por experiência própria).

  • 22 de Março de 2010 em 18:19
    Permalink

    Lixo mais caro é ótimo!

  • 22 de Março de 2010 em 16:40
    Permalink

    Luiz, bonita a sua estória de terror. Gostaria de saber para onde posso mandar a minha . Comprei um iMac 24’achando que não teria mais problemas na vida. Com menos de 1 ano de uso já foi três vezes prá Autorizada e ninguém descobre por que dá Kernel Panic ( um nome fresco para BSOD ). Se tivesse comprado um Dell o prejuízo não seria tanto. A máquina desliga sozinha e não há técnico que dê jeito, mesmo de Autorizada. Essa estória de Win x Mac é lenda : todos tem o lado positivo e negativo. Só que com o Mac quando dá algo errado, você fica com um lixo mais caro, só isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *