Yahoo x Google

Aproveitando o ensejo, o Google também está ampliando o seu portfólio de produtos. Todavia, segue um caminho diferente do traçado pelo Yahoo: enquanto este último tem adquirido sites de serviços colaborativos, o Google está-se especializando mais em ferramentas de comunicação e informação, sem que estas sejam necessariamente “sociais”.

Ambos iniciaram como sites de busca. O Yahoo foi o pioneiro e reinou absoluto durante vários anos. Hoje, é a vez do Google, com um algoritmo mais preciso de identificação do site, aumentando a possibilidade do usuário encontrar o que precisa garimpando a web através de uma bateia mais estreita do que a do Yahoo.

Contudo, a profª dra. Suely Fragoso, atual coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) – de São Leopoldo/RS – divulgou, no podcast Sala de Bate-Papo do LIMC (Laboratório de Interação Mediada por Computador) coordenado pelo prof. dr. Alex Primo do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação (PPGCOM) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que pesquisa a eficácia dos sites de busca, afirma que até mesmo os resultados do Google são pouco abrangentes e a alteração dos links que aparecem na mesma busca apenas 48 horas depois da busca anterior é “catastrófica”, pois o número de links alterados é muito grande.

Partindo dessa premissa, a mudança de foco do Yahoo atrás de ferramentas colaborativas (’social software’) como o Flickr e o del.icio.us é muito mais vantajosa do que o caminho escolhido pelo Google, que é o de apenas transportar para a web o casamento de webmail (GMail) com mensageiro instantâneo (Google Talk) e localização global em 3D de endereços e pontos geográficos (Google Earth). Da mesma forma, a Microsoft também pretente estreitar e melhorar o seu guarda-chuva de webmail (Hotmail), mensageiro instantâneo (Microsoft Messenger, ex-MSN Messenger) e software de mapas via web () – sem contar a enciclopédia Encarta Online.

Neste caso, creio que tanto o Google quanto a Microsoft estão um passo atrás do Yahoo, pois tanto o uso individualista fechado quanto a crescente dificuldade de indexação de busca em sintonia fina de informações diversas na web estão perdendo terreno para as ferramentas colaborativas, de construção coletiva do conhecimento.

A Apple também pretende apresentar uma versão revista e ampliada do .Mac, que seria um concorrente direto por enquanto exclusivo para o Mac OS X e via web. O pacote da Apple tem um alcance popular de 1/100 em relação ao da Microsoft, mas, assim como nos Macs e em todos os aplicativos que representam o estilo de vida digital preconizado por Steve Jobs, a facilidade de uso e o design do webmail, dos bookmarks, do backup, dos iCards (cartões virtuais) e do iDisk (disco virtual) são muito superiores aos dos outros.

Vejo o Yahoo crescendo a passos largos, com a Apple sempre mais interessante do que a Microsoft mesmo com uma base de usuários bem menor (mas sempre crescente e, entre 2006 e 2007, aí em proporção geométrica) e também investindo em atrair adeptos via web como chamariz para comprarem Macs e iPods, porém ainda sem pretensões de lançar serviços além do uso básico de internet (e-mail, instant messaging e browsing).

Helio Sassen Paz

Digital Lifestyle. Cyberculture. Post-Modernism. Information Society. Graphic User Interface. Apple. Virtual Communities. Grêmio FBPA. Arts. Music. Movies.

2 comentários em “Yahoo x Google

  • 13 de dezembro de 2005 em 9:52
    Permalink

    A Microsoft também já acenou com sua intenção de entrar neste mundo também, investir mais em softwares que tenham integração com a Internet.

    Fico pensando onde a Apple vai entrar nisto ou com quem ela vai obter parcerias.

  • 13 de dezembro de 2005 em 5:02
    Permalink

    Ninguém está investindo mais em softwares sociais que o Google!
    Só cego ainda não percebeu que o http://www.google.com/ig , a integração com o Orkut e Gmail e as buscas personalizadas estão transformando o Google em um verdadeiro Universo de Internet pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *